Campanha "Buzão da Alegria" arrecada brinquedos e diversos itens para distribuir no Natal

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Pelo terceiro ano consecutivo, a campanha “Buzão da Alegria” – realizada na cidade de Porto Alegre e São Paulo – arrecada brinquedos (novos ou em perfeito estado de conservação), dvd’s, livros infantis, alimentos não perecíveis e itens que contribuem para a melhor qualidade de vida de crianças hospitalizadas e de Instituições, como abrigos e creches.

Os interessados em colaborar, na cidade de Porto Alegre, devem entrar em contato por meio do e-mail [email protected] ou (51) 8445-0028, até o dia 13 de dezembro. As entregas, nas duas cidades, acontecerão de 19 a 21 de dezembro.

Em São Paulo, onde a campanha existe desde 2006, o contato para fazer as doações é [email protected] ou (11) 6693-0304.

No ano passado, foram distribuídos cerca de 800 brinquedos entre crianças de São Paulo e Porto Alegre. Desde o surgimento do projeto, cerca de 3.500 crianças foram beneficiadas pela campanha e receberam a visita dos voluntários vestidos de papai Noel, que além dos brinquedos, levam diversão e alegria.

Mais informações sobre a campanha e os resultados podem ser obtidas pelo site do projeto www.buzaodaalegria.com.br

Sobre a Campanha

O “Buzão da Alegria” é uma campanha de Natal voltada especialmente ao público infantil, concretizando-se basicamente em hospitais públicos, abrigos residenciais (antigos orfanatos), instituições de amparo a deficientes e, quando possível (devido ao calendário escolar), a creches públicas ou comunitárias.

A campanha surgiu no ano de 2006, em São Paulo, com o objetivo de tornar o natal dessas crianças mais feliz a partir da iniciativa, que além das doações, proporciona a presença do papai e da mamãe Noel, e recreações.

“Queremos ampliar a campanha e sensibilizar todo o Brasil, por isso, aos demais estados, fica nosso convite para embarcarem nesta ideia”, afirma Alexandra Pompermayer, voluntária responsável pela organização da campanha no Rio Grande do Sul.

Fonte: Revista Making Of

Deixe uma resposta