EXPO BRÍNDICE 2010 – Negócios e Tendências fecha com ótimos resultados e perspectivas de muitos negócios.

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A 17ª edição da  EXPO BRÍNDICE – Negócios e Tendências, encerrada na última  sexta-feira, foi um sucesso total, com lotação diária, visitação superqualificada e  muitos negócios fechados com compradores de todo o Brasil e de outros países,  como Argentina, Uruguai, Paraguai, Holanda. Ao todo, a feira recebeu cerca de 9 mil visitantes e em decorrência do evento,  negócios da ordem de R$ 500 milhões devem ser gerados até o final do ano. O  presidente da ABEOC,  José Eduardo de Souza Rodrigues, elogiou uma das temáticas da feira, a ecológica, que segundo ele é “uma tendência irreversível” e que deve marcar todo o setor de eventos.

Muitos contratos foram fechados durante a própria  EXPO BRÍNDICE, em especial no último dia. Douglas Alves, diretor da Still Promotion, revelou-se bastante satisfeito com o evento e disse ter  fechado 5 pedidos na quinta-feira. Sua expectativa para os próximos meses é faturar  20% a mais do que em relação à feira do ano passado. O principal lançamento da empresa, o Pack Clean (um kit de saquinhos de lixo com várias utilidades e fácil de transportar) foi um sucesso total. “Alguns clientes que conheceram o produto fecharam vendas na mesma hora”, conta ele.

Claudia Sena, da Sena Brindes, de São Paulo, tem como perspectiva  atingir vendas de  R$ 150 mil nos próximos 30 dias. Os destaques da empresa foram um carregador de bateria com entrada universal e  luz de emergência e óculos de sol.  A ABF Promocional pagou todos os custos da feira apenas com uma venda efetuada no evento e sua expectativa é faturar, no mínimo, R$ 200 mil  nos próximos meses. Natanael Barreto, supervisor de vendas da  Plast Brinq, fabricante de brinquedos de plásticos, faz uma estimativa de atingir R$ 1 milhão neste segundo semestre a partir dos contatos realizados na feira. 

Expositores satisfeitos –  A presença de compradores com poder de decisão foi um ponto importante na EXPO BRÍNDICE. Dante Laser Filho e Juliano Cipryano Garcia, da Metal Vita, destacaram a objetividade dos visitantes e o grande potencial de negócios da feira. Segundo eles, de cada 10 empresas que visitaram o estande da empresa, oito devem fechar negócios. Garcia ressalta que está acostumado a feiras com grande movimento de público e poucos clientes potenciais mas, a EXPO BRÍNDICE, diferentemente, teve uma visitação específica e interessada . “Vamos participar da próxima”, diz ele. Outras empresas obtiveram excelentes resultados: a MR Cooler, que vende bolsas térmicas, espera um aumento de vendas de 50% até o final do ano, de acordo com o diretor Fernando Saleme; já a Redd Promocional, que lançou o imã de geladeira com recadinho filmado, entre outros artigos de sucesso no evento, calcula que o faturamento pós-feira será de 300 a 500 mil reais por mês. A Blinder calcula um giro de R$2,5 milhões de vendas relacionadas com a feira até o fim do ano.  Ronaldo Cruz, gerente administrativo, disse ter recebido muitos clientes antigos, já consolidados, e ter feito novos contatos. A Raizler, maior fabricante de magnetos do Brasil,  fez cerca de 500 orçamentos e 300 bons contatos. Da mesma maneira, a Espaço Fechado destacou os contatos de qualidade e, no pós-feira, espera aumentar 20% do faturamento, em especial com o pedômetro e relógio calculadora que apresentou no evento.

Buscando espaço – Várias empresas do setor de brindes participam da EXPO BRÍNDICE em busca de novos contatos. É o caso da Matt Brindes, que fez cerca de 30 orçamentos na feira e cujo objetivo era esse mesmo, estabelecer novos contatos e, no pós-feira, fazer um trabalho  mais próximo, entrando em contato com as empresas em busca de negociação. Lívia Martins, vendedora da Paper & Publisher, de São Paulo, diz que é a terceira EXPO BRÍNDICE de que participa e que foram contatados muitos novos clientes potenciais, com boas perspectivas de vendas. William Romero, gerente de marketing da WLC, destaca que sua intenção ao participar da EXPO BRÍNDICE foi atingir outros públicos além das agências de propaganda. O objetivo foi cumprido e ele revela que a perspectiva é faturar pelo menos R$ 100 mil, nos próximos meses.

Deixe uma resposta