Flamengo vai adotar linha mais dura em ações de marketing

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

POR VITOR MACHADO – O DIA online

Rio – A partir do ano que vem, os jogadores do Flamengo serão obrigados a participar das ações de marketing. O objetivo é evitar constrangimentos como o de quinta-feira, noticiado pelo MARCA BRASIL, quando Ronaldinho se recusou a participar da homenagem aos 30 anos da conquista do Mundial, idealizada pela patrocinadora Procter & Gamble.

O clima de conflito, mesmo que velado, agrava-se a cada dia, já que a novela entre o clube e a Traffic continua sem solução. O jogador não recebe da empresa há três meses, e a dívida já soma R$ 2,25 milhões.

“Não havia uma obrigatoriedade. Não sei se ele foi orientado pela Traffic, tem que perguntar a ele”, disse o vice de marketing do Rubro-Negro, Henrique Brandão.

A presidente do Flamengo, Patricia Amorim, adota postura apaziguadora. Nesta sexta, no saguão do hotel onde o time estava concentrado, na Barra da Tijuca, ela deu um longo e carinhoso abraço em Ronaldinho, que também beijou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Segundo Patricia, todos ficaram livres para escolher se usariam a camisa que, abastecida por duas pilhas, acenderia a estrela do título mundial antes do começo do jogo diante do Figueirense.

“Fui ao vestiário e disse que ninguém era obrigado a participar. O Ronaldinho passa por uma turbulência pessoal e não deve ter se sentido à vontade. Mas a adesão foi quase total. A patrocinadora gostou”, disse a presidente. E emendou:

“Ano que vem, algumas ações serão obrigatórias. Temos que entender também que o marketing não pode vir com uma ação e depois envolver o futebol. Tudo tem que ser construído em conjunto. Falta comunicação com o marketing na Gávea e o futebol no Ninho do Urubu”.

Quinta-feira, representantes da Procter & Gamble vieram ao Rio, em voo fretado, para negociar com Ronaldinho um contrato, mas o deslocamento foi em vão. O fracasso da viagem abriu ainda mais a ferida, exposta nos últimos meses.

Foi justamente por ter ficado fora do acordo entre Flamengo e a Procter & Gamble que a Traffic suspendeu o pagamento de Ronaldinho. Nesta sexta, houve nova reunião entre as partes, mas o imbróglio não foi resolvido. A novela deve se arrastar por mais uma semana, no mínimo.

“Não é uma coisa que se resolve de uma hora para a outra, mas o final será feliz. Avançamos”, disse Brandão.

Deixe uma resposta