Meias são produzidas com restos de café

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Batizadas de Atlas, as meias criadas pela marca norte-americana Ministry of Supply utilizam café usado para manter os pés frescos e livres de mau cheiro.

Depois de serem recolhidos em padarias, bares e outros estabelecimentos, os restos de grãos torrados são limpos e misturados ao tecido, tornando as meias três vezes mais eficazes na absorção de suor e odores do que as versões convencionais.
O produto que inibe o mau cheiro dos pés é elaborado com algodão, poliéster reciclado e restos de café queimado, resíduo que filtra e absorve o odor e o suor e deixa os pés mais confortáveis. De acordo com os criadores das meias Atlas, o resíduo é uma arma contra o chulé, pois sua superfície esponjosa atrai as moléculas de carbono que compõem o mau cheiro – liberadas quando entram em contato com a água.

O tecido inteligente é capaz de identificar quais as áreas mais quentes dos pés das pessoas, melhorando a ventilação nestas zonas. Os desenvolvedores das meias Atlas também realizaram um mapeamento de pressão, a fim de localizar os pontos que mais suportam peso nos pés e dar suporte, melhorando a circulação de sangue nestes locais.

O projeto foi lançado em junho no Kickstarter e a marca de Boston arrecadou um valor superior à verba necessária para dar início à produção das novas meias. Perto das convencionais, a Atlas ainda tem um preço salgado: para garantir um par, é preciso desembolsar, no mínimo, 63 reais, mais os custos de envio.

Fonte: Promoview

Deixe uma resposta