O Branding na Embalagem em um Projeto para Exportação

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Exportar é ultrapassar fronteiras. E como fazer isto quando nos deparamos com um mundo globalizado e extremamente competitivo?

Muitos pontos devem ser considerados quando se quer exportar. O reconhecimento do país para onde se quer exportar é um ponto fundamental neste processo. É preciso reconhecer o mercado de destino, suas regras e costumes.

A embalagem neste contexto deve respeitar alguns quesitos, deve ser original e carregar consigo os valores da marca de forma clara e direta.

Uma embalagem bem feita agrega um valor inestimável que é percebido tanto no ato da comercialização quanto ao longo do tempo, e tem impacto definitivo na construção da marca.

É impossível falar de embalagem sem falar de conteúdo, pois para exportar, tanto embalagem quanto conteúdo devem estar em sinergia.

Veja a marca França, por exemplo, é sinônimo de champagne, perfume, moda e baguetes… O mundo todo consome estes produtos sem questionar… Esta fama foi construída através dos esforços dos industriais e empresários franceses, que buscam incessantemente a inovação e a melhoria de seus produtos, e do governo que apóia a formação deste conceito.

Outro ponto que devemos ter em mente em um projeto para exportação é que estamos envolvidos em um processo maior que é o da reconstrução da marca Brasil, e é com esta responsabilidade que devemos conduzir a nossa entrada nos mercados externos para que ela seja definitiva e sustentável.

Sheila Farah – diretora de Neat – Construção de Marcas

Deixe uma resposta