Promocitário, sim senhor!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

O mercado de marketing promocional não para de crescer no Brasil. Fatores como a economia nacional, novas tecnologias e a realização de grandes eventos no país, com foco na Copa das Confederações, Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, andam borbulhando o setor.

Fato é que na Copa do Mundo sediada na África do Sul, não só as empresas patrocinadoras, mas todas as outras realizaram ações, o que também deve acontecer por aqui.

De acordo com a pesquisa realizada pela Associação de Marketing Promocional (AMPRO), no ano de 2011, 53% das empresas direcionaram mais verba para ações promocionais do que para a propaganda, o que chegou a movimentar R$39,6 bilhões.

Mantendo um ritmo de crescimento na casa dos 17%, o setor tem mostrado que aquele conceito de “Compre 2 e leve 3″ não pode mais ser responsável por defini-lo. Os resultados mostram que é possível gerar valor, construir marca e alcançar os objetivos estratégicos com o marketing promocional.

Em 19 anos, seu crescimento chegou a 600%, e não é a toa que, em um universo de cerca de 6 mil agências com atividades basicamente voltadas para isso, todos batem no peito com bravura para dizer: “Sou Promocitário, sim senhor!”, buscando até uma tramitação no senado para regulamentar a profissão.

Aquele papo de below já foi deixado para trás, aquela tal linha só é mencionada por quem ainda não conhece bem do assunto. É evidente o lado estratégico desse segmento, que vem se destacando com uma comunicação mais direta, poder de interação e segmentação, e a proximidade da observação da reação do cliente.

O que falta para o marketing promocional são as agências, empresas e pessoas da área, conhecerem mais do setor, se especializarem e profissionalizarem.

Fonte: Ampro

Deixe uma resposta