TIM é hostilizada no Mineirão

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Uma ação de marketing promocional da companhia telefônica TIM nos arredores do Mineirão virou alvo, mas quase sempre com bom humor, de torcedores do Atlético-MG no dia 24/07.

Cerca de 62 mil torcedores, de grande maioria alvinegra, se dirigiam ao estádio para a decisão da Copa Libertadores da América contra o Olimpia, do Paraguai. Muitos deles não puderam deixar de notar cerca sete garotas e um rapaz vestidos de azul…

Tratava-se de uma ação promocional da operadora de telefonia TIM, companhia reconhecidamente da cor azul, para a venda de chips de telefones celulares com uma roleta premiada. Para muitos atleticanos, porém, apenas uma oportunidade de provocar o maior rival, o Cruzeiro.
“Quem se interessa pelo jogo nem percebe a gente vestido de azul”, disse Luis, instalado com mais duas colegas a cerca de 400 metros do Mineirão e na principal via de acesso ao estádio. “Eles gritavam ‘de azul não pode’, a maioria é só na brincadeira”, acrescentou Fernanda, também divulgadora da promoção. Duas das promotoras, por ironia, são atleticanas.

Há exemplos no futebol brasileiro e internacional de empresas que mudaram as cores para evitar qualquer tipo de problema com o rival. No Rio Grande do Sul, o Banco Banrisul, de logotipo azul, se transformou em vermelho e branco na camisa do Inter.

Dona das cores vermelho e branco, a Coca-Cola, em outro período da história, teve o azul presente na camisa do Grêmio. A rival, com o refrigerante Pepsi Twist, precisou evitar o verde na camisa do Corinthians.

Fora do Brasil, o exemplo mais marcante nesse sentido ocorreu na Turquia, onde as rivalidades futebolísticas costumam ir às últimas consequências. Para patrocinar o Besiktas, que é preto e branco, a rede de lanchonetes McDonald’s deixou o vermelho e amarelo de lado, já que fazia menção ao arquirival Galatasaray.

Fonte: Portal Terra.

Deixe uma resposta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×