Uma salada de mídia

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Com o advento das redes sociais, a estratégia de mídia se tornou um assunto polêmico nas rodas de marketing/publicidade.

Tenho visto empresas investindo pesado na criação de comunidades no Facebook. Empresas de todos os tipos e segmentos. Até aí tudo bem. Criar comunidades, além de estar na moda, pode trazer bons resultados para o botton line da empresa. O problema é a miopia que acompanha o investimento no Facebook.

Experimente alcançar seu primeiro milhar de likes na sua página: o indicador de sucesso passa a ser o número de casas decimais depois do 1. 10 mil likes… Uma correria desvairada a caminho dos 100 mil!!

Para tristeza de alguns, o numero de likes não é um indicador de sucesso. Pior, ele pode ser um indicador de fracasso.

Sob esta ótica, algumas informações importantes:

– A sua página do Facebook é de propriedade do….Facebook. Qualquer alteração nas regras de uso, como já aconteceu, pode interferir negativamente no investimento realizado na plataforma.

– O Facebook é uma mídia paga: se faz necessário alocação de verbas para a criação da comunidade (aumento no número de likes da página) assim como para a distribuição do conteúdo (publicação dos posts/reach). Crescimento puramente orgânico é uma lenda, é necessário um investimento contínuo.

– O Facebook é um ambiente onde existem inúmeros “call to actions” que aumentam o grau de dispersão: o usuário recebe mensagens de diferentes fontes a todo instante.

– A gestão do conteúdo de marca no Facebook tem inúmeras limitações.

– Seu concorrente pode fazer uma propaganda e falar diretamente com sua audiência. O Facebook Ads faz targeting de acordo com a página/likes do usuário. Ou seja, seu concorrente pode pagar para falar diretamente com a comunidade que você gastou tempo e dinheiro cultivando.

Assim sendo, para quem trabalha com estratégia de mídia é sempre importante lembrar das mídias próprias.

Em 90% dos casos o website é o coração da marca. É lá que sua empresa tem autonomia, propriedade, prioridade e exclusividade. Construir uma comunidade no Facebook é importante, levar a audiência para o seu site é ainda mais importante. Conseguir um like no Facebook é importante, conquistar um opt in de email marketing é ainda mais importante.

O que Henrique, como assim? E-mail marketing????? Sim, e-mail marketing é uma mídia própria indispensável para a maioria das empresas B2B ou B2C. Sua lista de emails, se capturada de forma correta e mantida com a devida competência, é a forma mais eficiente de nutrir o relacionamento com o seu público-alvo.

E a lista é sua!

Em resumo, esteja no Facebook atento as condições e aos indicadores de negócio. Tenha um excelente site e procure sempre direcionar tráfego para ele. Crie uma lista de emails e mantenha aquecido o relacionamento com seu público-alvo.

Artigo por Henrique Donnabella. Publicado originalmente no Make it Loyal.

Deixe uma resposta