Design Thinking para marketing promocional

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Como abordar o cliente de uma forma boa, lógica e com fundo empresarial passando por “Design Thinking”, podendo ser aplicado em inúmeras ocasiões.

 

O que é o “design thinking”?

Bem, literalmente falando é um design pensado, mas é preciso entender o termo em inglês como o pensamento que existe por trás do projeto, o que faz a sua marca ser única, o que faz ela ser sua, o que faz ela atrair clientes mais do que outra e ainda sim ser maior e melhor, o que faz ela poder escolher seus preços e ainda ter clientes? Tudo isso depende de um Design Thinking, porque uma marca não é nada sem um design.

 

Basicamente, para entender a trabalhar com Design Thinking você precisa entender três valores que são pedestais: empatia, colaboração e experimentação. Basear-se nesses valores significa não trabalhar por trabalhar, mas mudar o modelo mental e o físico de trabalho, levantando da cadeira, indo para rua, ouvir o outro, mais importante ainda: ouvir os clientes, e claro, arriscar e experimentar.

 

A empatia tem que ser vista não só como uma palavra, mas um estilo de vida, praticamente, ela é muito falada e pouco praticada e isso preciso ser mudado. Segundo o dicionário Aurélio [2011] empatia (subs. Fem.) significa: A capacidade de pensar igual a outra pessoa, ou de modo semelhante ao dela, de modo ao compreendê-la ou compreender a ideia que ela quer passar. Ou seja, compreender a perspectiva psicológica do outro como se fosse a sua.

 

Colaboração: bem, a palavra fala por si só, né? Significa pensar conjuntamente, multidisciplinarmente para que o nosso pensamento se multiplique. “Duas cabeças pensam melhores que uma”, não pensam? Então, imagine várias pessoas pensando e tendo ideias conjuntamente?

 

Experimentação: significa sair do campo de conforto, das ideias ser aquele que LBC, sabe? Que Levanta a Bunda da Cadeira e faz alguma coisa. Colocar a ideia a prova, testar, ver os erros, anotar e melhorar!

 

O que você faz com os erros?

Como foi visto, um dos principais conceitos da proposta é a experimentação. Por isso, é essencial conhecer a fundo tudo o que precisa ser solucionado. O que você faz com os erros? Você aprende com eles, e nunca mais erra nas mesmas coisas se você estiver realmente aprendendo com todos eles.

A premissa do Design Thinking gira em torno de ter empatia com o consumidor para entender o que ele quer, para entender suas decisões de compra. Uma boa sugestão é pensar nas pessoas apenas como figuras e deixar de lado o seu perfil de potencial cliente durante a criação das estratégias.

Teste sempre que possível suas ideias

Os erros são considerados elementos fundamentais no processo de criação. Depois de encontrar novidades possíveis com buscas e pesquisas, comece a trabalhar com experimentações porque quando tomar essa decisão você tornará seu negócio um negócio bem-sucedido.

Crie sempre protótipos de novos produtos e serviços para validá-los diante do público e do mercado. Dessa maneira, a proposta pode ser analisada a partir de diferentes perspectivas com um retorno muito eficiente, é necessário considerar todos os tipos de retornos, porque até mesmo as críticas são necessárias e essenciais na construção de uma ideia. Entenda que todo o processo funciona como uma contribuição para alcançar os modelos ideais que resultariam o melhor resultado final.

Para que o Design Thinking obtenha os resultados desejados, é necessário desafiar os padrões, fazendo coisas que antes não eram imaginadas mas com qualidade ou até que eram imaginadas, mas que ninguém conseguia colocar em prática.  Quer ver? Um exemplo de Design Thinking que foi muito bem pensado e funcionou na prática é o case da marca havaianas. Com quase seis décadas e meia de crescimento exponencial contínuo, a marca procurou a IDEO para ajudar na sua extensão para a categoria nova que é a de bolsas, que compartilhasse o simples prazer e ousadia das suas sandálias.

Para que isso fosse possível, começaram a imaginar como esses acessórios seria, buscou-se capturar a essência da marca ao entender sua conexão tão forte com a identidade brasileira. Após isso, procuraram entender quais eram as expectativas do produto, o resultado foi no mínimo, diferente e com a marca Havaianas.

 

Implemente a solução

A realização do projeto faz parte da última parte da abordagem. O grande segredo está em perceber que seu produto vive em constante processo de desenvolvimento, afinal de contas, não é numa primeira vez que o produto ficará perfeito e, as coisas evoluem a cada momento, então, precisamos estar juntos em constante evolução e desenvolvimento.

Nossas ideias podem ser melhoradas diversas vezes, por isso a prática do Design Thinking vai muito além das grandes marcas. Independentemente do segmento de mercado e do tamanho da sua empresa, a criação de novidades, brindes e coisas assim, já que sua ideia pode ser melhorada com a junção de vários fatores ao longo do tempo.

O Design Thinking está cada vez mais presente no mercado atual, caso você não tenha conhecimentos sobre este assunto, você pode perder diversas oportunidades de fazer com que seu negócio fique mais atual e tenha a cara da atualidade. A abordagem do Design Thinking busca sempre solucionar os principais problemas dos consumidores, desenvolvendo produtos ou serviços extremamente necessários.

O maior segredo está em pensar mais do que os outros e diferente dos outros, usando empatia e todos os outros dois pilares do Design Thinking, pensando fora da caixinha para revolucionar; tendo sempre em mente que o serviço funciona de modo colaborativo e depende de várias etapas para etapas para impactar positivamente sua área de atuação.

Em quais segmentos e em quais tipos de empresa eu posso usar o design thinking?

A vantagem é essa: não precisa ter nenhum tipo de segmento específico para isso, é só você aderir, a criação de novidades por meio do método pode trazer inúmeras vantagens. Trazendo o conceito para a equipe de vendas você verá inúmeras diferenças e transformações. A sua relação com o cliente mudará completamente depois do Design Thinking, porque impulsiona o relacionamento com o cliente de forma intensa e duradoura.

A intenção do Design Thinking é ser do cliente para o cliente e com uma qualidade melhor do que o esperado. A satisfação dos clientes vai acontecer por meio da imersão completa dos produtos oferecidos em seu universo. Afinal, as abordagens são extremamente humanizadas com uma série de utilidades para todas as áreas do negócio.