Duloren suspende anúncio contra pedofilia

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A Duloren está divulgando comunicado esclarecendo que não teve intenção de ofender a Igreja Católica em sua nova campanha publicitária. A peça mostra uma modelo de lingerie em frente ao Vaticano. Ela mostra um crucifixo para um homem de costas, aparentemente, com vestes de padre. Diz o título: "Pedofilia. Não." A empresa informa que está suspendendo a veiculação do anúncio. Confira o comunicado:

Campanha contra a pedofilia:

A Duloren junto a Agnelo Pacheco, agência parceira para criação de suas campanhas, esclarece que em nenhum momento houve intenção de ofender a Igreja em sua nova campanha publicitária. Pelo contrário: tanto a marca, quanto a agência, apóiam as instituições religiosas e estão engajadas na luta contra a pedofilia em qualquer instância da sociedade.

O intuito deste anúncio é fazer um repúdio a todo e qualquer caso de abuso sexual contra crianças e adolescentes, uma vez que o assunto tem sido abordado com freqüência em recentes reportagens publicadas pela imprensa mundial. Além disso, a Itália foi escolhida como cenário para as novas imagens devido à beleza das locações.

Assim, a campanha não tem como objetivo ferir crenças religiosas ou fazer críticas a padres ou ao Vaticano. Por isso, a marca está retirando o anúncio das mídias sociais (Orkut, Facebook e Twitter) e vai suspender a veiculação nos mais de 20 mil pontos de venda do país.

A Duloren e a Agnelo Pacheco estão constantemente preocupadas em defender causas importantes para as mulheres e para a sociedade. A marca já realizou campanhas contra todo e qualquer abuso sofrido pelas mulheres, em prol dos direitos femininos e, ainda, focadas em outros problemas sociais, como as campanhas contra as queimadas e pela preservação do meio ambiente.

Por fim, as empresas lamentam se o anúncio foi entendido de maneira equivocada e ofensiva, e reiteram que jamais tiveram esta intenção.

Fonte: Vox News

Deixe uma resposta