Marketing de Relacionamento

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Quando se fala em marketing direto, imediatamente, pensamos em mala direta. Alguns pensam em vendas pelo correio. Outros, ainda, confundem marketing direto com um tipo de canal de distribuição.
Drayton Bird, em seu livro “Bom senso em Marketing Direto”, afirma ainda existir o velho marketing direto que representava o conceito de vendas diretas por correspondência, por telefone ou por meio da televisão. Mas, para Bird, agora, existe uma nova estrutura de marketing que abarca também uma importante subdivisão: o chamado marketing de relacionamento. Este novo conceito valoriza a informação mais completa sobre pessoas físicas e jurídicas armazenadas em bancos de dados e informações, que são comunicações com alto teor de persuasão customizada e maior teor informativo.
O marketing de relacionamento faz oposição ao marketing de produto. Trata-se da integração da empresa com os clientes desde o projeto, passando pelo desenvolvimento de processos industriais até as vendas. De maneira geral, consiste em uma estratégia de negócios que visa construir, pró-ativamente, relacionamentos duradouros entre a organização e seus clientes, contribuindo para o aumento do desempenho da empresa e para resultados sustentáveis. A base desse tipo de ação é a informação facilmente capturada e administrada devido aos avanços tecnológicos. Hoje, é fácil formar grandes bancos de dados com ricas informações sobre pessoas. Essas informações são agrupadas por dados de similaridade a fim de obter conhecimento específico dos potenciais consumidores, usuários e clientes para, então, manter relacionamento com eles.
Bird ensina que "se a empresa não usa o marketing de relacionamento, a comunicação transforma-se num monólogo repetitivo, ainda que tenha criatividade e resulte em Leões em Cannes. Mas, se a empresa usa um processo de marketing direto, então, sua comunicação é um diálogo, ou seja, ela fala às pessoas e ouve essas mesmas pessoas, continuamente."
O MKT direto sob a ótica do marketing de relacionamento cumpre duas funções principais: conquista de novos nomes de clientes e manutenção e ativação de relacionamento contínuo com pessoas dos clientes já conquistados.
Conheça alguns desses mecanismos de comunicação:
Para conseguir novos clientes:
 Anúncios com cupons-resposta
 Anúncios com ofertas de catálogos
 Certificados de garantia retornados
 Captação de nomes em feiras, eventos, sites, concursos e promoções
 Malas diretas com ferramentas de resposta
Para manutenção e ativação do relacionamento com clientes conquistados:
 Newsletters
 Malas diretas
 Telemarketing ativo
 Cartas sequênciais
 Eventos reservados
Estas ações têm objetivos bem definidos. O propósito principal é isolar os clientes como indivíduos e construir um relacionamento prolongado para benefício deles e melhores lucros para as empresas. Isso permite conhecer melhor o cliente, sabendo de forma precisa aquilo que ele necessita. Esse conhecimento facilita a efetivação das vendas e o oferecimento dos serviços certos. Falar com os seus clientes como indivíduos especiais pressupõe apelos mais convincentes.
Utilizar esse tipo de comunicação tem retorno perfeitamente mensurável e previsível. A mala direta postada pode ser seguida por contato realizado por um operador de telemarketing ativo ou receptivo, por exemplo.
Aplique o marketing direto em sua empresa e observe como ter informações privilegiadas sobre o seu cliente faz com que suas vendas melhores, significativamente.

Jornalista Responsável:
Talita Quirino

Deixe uma resposta