O treinamento e a eficácia da qualificação profissional nas empresas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

A escassez de profissionais não é a única preocupação das empresas brasileiras quando o assunto é gente. Os jovens têm chegado menos qualificados ao mercado de trabalho, exigindo ainda mais investimentos em treinamento e atuação do departamento de Recursos Humanos das companhias.

Como falta material humano, as organizações acabam promovendo pessoas que ainda não tinham a devida qualificação. Muitos tem tido sua carreira acelerada, chegando inclusive a ocupar posições de liderança sem o devido preparo. É nesse momento que entra o RH, para atuar no desenvolvimento do profissional, escolhendo o treinamento adequado para cada perfil. É importante lembrar que treinamento é investimento. Há empresas que reservam até 2% do faturamento para isso e não podem errar.

A decisão entre o treinamento coletivo e o individual será decisiva para a escolha da melhor capacitação. Nesse sentido, o Assessment é uma ferramenta que se torna uma grande aliada. Trata-se de uma avaliação que permite descobrir o potencial dos profissionais, identificar eventuais gaps e obter um perfil completo do funcionário, deixando mais claro o caminho a seguir para o seu desenvolvimento.

O treinamento tradicional é mais eficiente para um aprendizado coletivo, para atividades técnicas, processos, sistemas e cultura da empresa. Já o coaching é focado no individual e voltado para competências comportamentais, que são as mais complexas de serem aprimoradas e praticamente inviáveis de serem desenvolvidas em um treinamento coletivo.

Mesmo com a opção de ferramentas de apoio, é comum observar empresas que tem feito escolhas equivocadas em termos de treinamento. Em uma visão rápida, existem treinamentos coletivos que são oferecidos para vários funcionários e que acabam surtindo efeito para poucos, pois nem todos precisariam ser desenvolvidos no tema abordado.

O resultado que a empresa obtém com o treinamento acaba sendo insatisfatório e o que era um investimento torna-se uma despesa sem retorno. À primeira vista, a sensação é que o custo do coaching é muito maior que o do treinamento coletivo, mas se for avaliado o benefício que ele traz, seu retorno é expressivo e os resultados são percebidos em pouco tempo.

Fonte: Administradores

Deixe uma resposta