Você já planejou sua compra de brindes para este ano?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

“É melhor estar preparado para uma oportunidade e não tê-la, do que ter uma oportunidade e não estar preparado."
(Whitney M. Young)
O ano de 2011 está caminhando a todo vapor, cheio de oportunidades pela frente e também cheio de desafios. E com muitas datas comemorativas, ideais para que empresas e prestadores de serviços sejam lembrados e se façam lembrar, para conquistar e serem conquistados, nesse mercado competitivo e ágil de hoje em dia. Nesse momento, uma pergunta é oportuna, em especial para o pequeno e médio empresário: já fez o planejamento de compras de brindes de sua empresa para o ano? Ou para o semestre?
Se já o fez, parabéns. Mas em geral, a resposta é “não”, principalmente para as empresas de médio e pequeno porte, que não possuem o hábito de planejar suas ações de marketing, incluindo-se aí as compras de brindes, uma poderosa ferramenta de marketing que vem sendo cada vez mais utilizada para enriquecer as campanhas promocionais.
Entender a importância deste planejamento é necessário e pode até ser essencial para o bom andamento dos negócios. Sem falar que o hábito de planejar possibilita a compra de um brinde mais adequado, a um preço mais acessível e, principalmente, com um poder de negociação muito maior para o comprador. Deixar essa compra para a última hora, além de comprometer o fluxo de caixa da empresa pode, muitas vezes, comprometer toda a campanha: não encontrar o produto desejado, não ter a garantia da entrega no prazo necessário e, até mesmo, a não garantia da qualidade desejada, devido ao pequeno espaço de tempo para o fornecedor produzi-lo. Com esses percalços, além do comprometimento da campanha, o brinde acaba perdendo sua função, deixando de proporcionar o resultado esperado, principalmente em relação à fidelização do cliente.
Enfim, planejar as compras de brindes pode ser uma boa oportunidade de melhorar as vendas e fixar a imagem da empresa.
Dicas importantes
Há mesmo empresas que consideram o brinde supérfluo – para alegria dos concorrentes – que aproveitam a chance de se fazer lembrar com itens muitas vezes simples, mas que agradam e imprimem sua marca na memória de quem os recebe.
Para os profissionais que ainda não têm o hábito de utilizar o brinde como ferramenta de marketing, vale a pena conferir algumas dicas que podem ajudar muito na correta escolha do brinde:
Conhecer o perfil do público-alvo – Saber os hábitos e os gostos de quem será presenteado é fundamental para que o brinde a ser escolhido seja adequado e útil.
Planejar a logística – É fundamental calcular a quantidade de itens que serão oferecidos, para não correr o risco de alguém ficar sem o brinde e nem você com um estoque, por exemplo, de agendas que no ano seguinte de nada servirá. A verba deve ser muito bem definida e dentro de uma realidade factível: calcule com antecedência os custos de logística e procure se inteirar dos prazos envolvidos no processo. Trabalhe a sua tabela de prazos sempre com dias de folga, prevenindo-se contra atrasos que certamente irão ocorrer.
Ineditismo – Nunca repita o mesmo brinde ano após ano. Isso vale para tudo, desde agendas, calendários, alimentos ou cestas de Natal, porque tira um dos pontos fortes do brinde, que é a surpresa, a novidade. Afinal, as opções são múltiplas, nas mais diversas categorias de preços, produtos, cores e formas. Assim, reserve um tempinho para pensar no assunto, pesquisar os tipos de brinde oferecidos, mostre ao seu cliente que se esforçou procurando algo para agradá-lo. O profissional responsável pela compra dos brindes deve considerar sempre as características necessárias para este tipo de presente, como qualidade, utilidade, beleza, interatividade e durabilidade.

Deixe uma resposta